• Jornal LexPrime

Bitcointoyou lança criptomoeda inovadora para ser utilizada em comércios

Clientes que aderirem à novidade poderão solicitar empréstimos, fazer seguros, contratar consórcios, adquirir produtos em lojas como Google Play e ainda pagar serviços como Uber

São Paulo, setembro de 2020 – A Bitcointoyou, corretora internacional de bitcoins e outras criptomoedas, acaba de lançar sua própria cripto, a B2UCoin, com diferenciais que representam uma verdadeira ruptura no mercado: a moeda poderá ser utilizada em comércios locais, e-commerces e pagamento de boletos, entre outras vantagens. Os clientes que aderirem à novidade contarão com um banco digital com a função de crédito e débito, no qual poderão solicitar empréstimos, fazer seguros, contratar consórcios, adquirir produtos em lojas como Google Play, Playstation Store, Xbox e ainda pagar por serviços como Uber e iFood, entre outros – tudo por meio da B2U Coin.

Esta é a primeira iniciativa no Brasil a possibilitar que as criptomoedas sejam utilizadas de maneira tradicional, substituindo o dinheiro em operações do dia a dia. “A maioria das pessoas ainda não enxergava a usabilidade das criptos e se perguntavam onde poderiam gastá-las. Os recursos da B2U Coin marcam a entrada deste tipo de moeda no cotidiano dos brasileiros”, avalia André Horta, fundador da Bitcointoyou, lembrando que países como Holanda e Estados Unidos estão na lista dos poucos que já possuem projetos nesta linha.

Segundo o executivo, a nova cripto utiliza a tecnologia blockchain do Ethereum (Token ERC-20), o que facilita a integração com outras exchanges e carteiras. A mineração pode ser realizada de forma simples e os compradores podem retirar as moedas quando quiser. “Estamos programando a B2U Coin para que a recompensa fique entre 3 a 18% ao ano”, detalha ele.

Entre as demais vantagens da cripto, está o desconto de 30% nas taxas cobradas pela Bitcointoyou, além dos diversos cursos exclusivos que serão oferecidos aos investidores – gratuitamente ou pagos com a B2UCoin. Os temas vão de Educação financeira e Criptomoedas até Blockchain e Análise técnica (gráfica).

Horta esclarece que, embora a nova cripto tenha sido criada pela Bitcointoyou, ela é uma instituição independente. “Trata-se de uma iniciativa que acatará as votações de seus stake holders e terá eleição dos membros todos os anos”. Para penetrar no mercado com sua maquininha capaz de processar as criptos, ele pretende ser agressivo: no primeiro ano, não haverá cobrança de taxas. “Queremos mostrar para o comerciante que vale a pena, já que os cartões de crédito envolvem muitas intermediárias que incidem em taxas mais altas”.

Para Horta, ao mesmo tempo em que o mercado de criptos ainda é incipiente no Brasil, há uma legião de early adopters ávidos por novidades e que são fundamentais para mudar a mentalidade da população em médio e longo prazo, popularizando as iniciativas inovadoras. Além disso, há uma transferência natural de renda por meio de heranças que, em um futuro próximo, irão parar nas mãos de investidores mais arrojados. “Nos Estados Unidos, por exemplo, os grandes patrimônios estão nas mãos dos baby boomers, mas suas fortunas serão deixadas para quem hoje pertence à geração X e dos millenials”, analisa o fundador.

A BitcoinToYou nasceu em 2010 e, de lá para cá, coleciona projetos de vanguarda. Em 2012, a empresa lançou uma plataforma web para compra e venda de bitcoins; já em 2014, a empresa abriu a primeira loja física de bitcoins, em Curitiba (PR); em 2016, lançou o primeiro caixa eletrônico no Brasil. “Foram experiências interessantes e que nos posicionaram como pioneiros no universo das criptos”, afirma Horta.

Depois disso, a corretora repaginou sua plataforma, lançou um app e incluiu mais 30 criptomoedas, transacionando cerca de 3 mil bitcoins por mês – o equivalente a R﹩ 200 milhões. A corretora tem 400 mil clientes, dos quais 90% são brasileiros. Os outros 10% são de países como, Portugal, Espanha, Inglaterra e Suíça, entre outros.

A B2UCoin será vendida a partir de R﹩ 0,50.

0 visualização0 comentário