• Jornal LexPrime

Black Friday 2020

Procon-SP divulga boletim com informações sobre reclamações e consultas

Com atendimento direcionado para a Black Friday desde a tarde da última quarta-feira (25/11), por meio de botão específico no site e aplicativo, até as 9h desta sexta (27/11), o Procon-SP registrou 168 reclamações e 41 consultas e denúncias efetuadas pelas redes sociais.

Os principais problemas apresentados foram: maquiagem de preço (desconto oferecido sobre o preço do produto e ou serviço não é real) com 41 registros; pedido cancelado após finalização da compra, 32; produto e/ou serviço indisponível 30; mudança de preço ao finalizar a compra, 22.

A empresa mais reclamada até o momento é a B2W Companhia Digital (americanas.com, Submarino, Shoptime, Soubarato com 15 reclamações. Em seguida aparece Via Varejo (Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com.br), 12; Kabum Comércio Eletrônico S/A, 11 e Mercado Livre e Magazine Luiza com nove registros cada.

Seus Direitos – Código de Defesa do Consumidor

Em compras feitas fora do estabelecimento, o consumidor tem sete dias para se arrepender, cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta (o prazo passa a contar da data da compra ou da entrega do produto).

Qualquer produto, nacional ou importado, deve apresentar informações corretas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidade, quantidade, composição, preço, garantia, prazo de validade, origem, além dos riscos que possam apresentar à saúde e segurança dos consumidores.

Os produtos expostos nas vitrines devem apresentar o preço à vista e, se vendidos a prazo, o total a prazo, as taxas de juros mensal e anual, bem como o valor e número de parcelas.

Procon-SP

0 visualização0 comentário